Accordous

A importância de realizar vistoria do imóvel

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram

Acesso Rápido

A vistoria de imóveis é um processo primordial em qualquer momento de uma relação que envolve locação e demais ações com imóveis. Ou seja, se você deseja alugar o seu imóvel, um dos passos essenciais é a vistoria dessa propriedade.


Alugar um imóvel envolve diversas emoções, no entanto para evitar qualquer tipo de problema no futuro, a melhor opção é se prevenir. A prevenção em uma relação jurídica de locação consiste na confecção de um contrato e na vistoria do imóvel.


Isso porque a vistoria do imóvel só estou da diferença no que se refere aos eventuais problemas no futuro. Com isso, você pode garantir a sua segurança jurídica com uma simples vistoria. Inclusive, esse procedimento dá mais confiança tanto ao locatário contra locador no dia a dia dessa moradia.


No geral, fazer a vistoria do imóvel é imprescindível, seja qual for o tipo da sua propriedade, se próprio ou alugado. É importante, então, se certificar sobre todos os detalhes antes de receber ou entregar as chaves.


Ao relacionar a vistoria do imóvel com segurança jurídica estamos falando sobre o cumprimento do contrato. Até porque em um contrato de locação de imóvel devemos encontrar todos os detalhes relacionados à propriedade, e para verificar a veracidade dessas informações, a vistoria do imóvel se mostra como a melhor opção.


Dito isso, conde com profissionais da área para realizar a vistoria do seu imóvel, exemplo de engenheiro civil, arquitetos ou até mesmo eletricistas.


Vamos conferir a seguir as principais informações sobre o assunto.


Por que realizar a vistoria do imóvel?


Muitos se questionam sobre a real importância de realizar a vistoria no imóvel. O primeiro motivo está justamente na segurança.


Quando você assina um contrato de locação de imóvel, você está de acordo com todas as informações expressas neste documento. Logo, se você concordou com informações que não eram verdadeiras, será difícil exigir algo relacionado a isso.


A segurança de uma vistoria do imóvel também consiste na prevenção de possíveis problemas na estrutura dessa propriedade.


Com o laudo dessa vistoria, você pode identificar os possíveis problemas que o imóvel apresenta, podendo inclusive recorrer a reformas ou afins.


Ademais, essa vistoria do imóvel facilita na fundamentação de onde surgiu determinado problema. Esse tipo de questão pode ser tratada imagem de uma cláusula do contrato.


Nesse sentido, algumas pessoas optam por definir os responsáveis por arcar com as despesas futuras originadas de problemas antes da chegada do novo proprietário ou inquilino.


Com isso, a vistoria seria o seu resguardo. Caso o imóvel seja em um condomínio, a vistoria pode abranger as instalações e a conservação da parte elétrica, estrutural hidráulica.


O que distingue a vistoria do memorial descritivo?


É comum perceber que a vistoria do imóvel e o memorial descritivo são conceitos amplamente generalizados. Na verdade, o memorial descritivo não substitui uma vistoria.


Isso porque memorial descritivo geralmente apresenta informações técnicas acerca da propriedade. Inclusive, esse memorial pode apresentar dados sobre a sua construção.


Dessa forma, o memorial descritivo é público com registro em cartório, sendo muito útil nas relações de compra e venda ou aluguel de imóveis. Afinal, esse instrumento é usado para assegurar o comprador.


No mais, é importante citar também que o memorial descritivo é muito útil no momento da vistoria. Caso você tenha esse documento, ele pode ser utilizado como se fosse um guia na realização da vistoria do imóvel.


Algumas características, a exemplo da metragem da área ou dos materiais usados no acabamento, podem ser decisivos na vistoria do imóvel.


Materiais necessários para uma vistoria do imóvel


Antes de realizar vistoria, lembre-se de que esse é um processo muito complexo e detalhado, exigindo atenção redobrada. O material que não pode faltar na hora da vistoria é o papel com a caneta, mas também há quem opte pelo uso do celular para registro.


Caso você tenha uma fita métrica ou trena, esses materiais serão muito úteis para verificar as dimensões dos cômodos.


Na hora da vistoria, é comum ver que as pessoas se importam com detalhes mínimos então faça uma lista do que você julga ser essencial e confirme na hora da vistoria.


Porém, tenha em mente que a contratação de um profissional capacitado é indispensável.


Cumpre ressaltar ainda que as fotos do imóvel são de grande valia, então, um sistema que gerencie esse processo, armazenando os arquivos, é muito útil.


Checagem geral


Agora vamos conferir alguns dos principais pontos na checagem geral em uma vistoria do imóvel.


Área


O primeiro ponto verificado em uma vistoria do imóvel é a sua área. Desse modo, confira se as medidas encontradas na área do imóvel coincidem com as informações constantes no documento.


Confira a quantidade de vagas de garagem, e de mais informações que foram incluídas no seu contrato de compra e venda ou locação.


Pintura


A pintura também é uma característica imprescindível na vistoria do imóvel, tendo em vista a sua importância no que se refere a durabilidade da pintura.


Ao longo da vistoria, faça algumas observações sobre como a pintura está conservada ou se você já consegue visualizar um problema no futuro.


Então, confira a situação das dobradiças e ao redor da porta, se esqueceu do teto, se existe alguma mancha que sugere a possibilidade de infiltrações.


Portas e janelas


Como foi dito acima, todas as informações da propriedade estarão presentes no seu documento, e a vistoria do imóvel é a única maneira que existe de conferir se esses dados conferem com a realidade.


Por mais que não pareça tão importante no momento, as portas e janelas também devem ser verificadas, inclusive se elas estão funcionando normalmente ou se existem sinais de empenamento.


Converse com o antigo dono e confira a quantidade de cópias de chaves que serão entregues. O mesmo cuidado deve acontecer se envolver um portão elétrico juntamente com controle.


No que se refere as janelas, veja o estado dos vidros, se estão enferrujando, corroendo ou vazando. Se tiver alguma persiana ou cortina, abra e feche para ver as suas condições.


Móveis


Os móveis são uma exceção, afinal, o padrão é que os imóveis sejam comprados, vendidos e alugados sem nenhum móvel.


Caso seu imóvel novo apresente alguma cômoda, armário ou até mesmo arcondicionado, verifique o estado desses móveis.


Revestimento


O revestimento também é muito importante na vistoria, em especial o piso e o rejuntamento.


Quando o piso não está bem conservado, é normal encontrar uma ponta solta, então se atente é isso. Em se tratando de azulejos ou piso de cerâmica, confira se elas foram bem colocadas ou se estão fazendo barulho ao pisar.


No caso de manchas, esse pode ser um sinal que indica o desgaste ou corrosão no piso.


Hidráulica


A parte elétrica do imóvel também é essencial. Na vistoria, as torneiras, ralos, sifão, vaso sanitário e box devem ser cuidadosamente verificadas.


Veja se esse torneiras e as saídas de água correspondem ao seu funcionamento regular, e aproveite para checar o escoamento da água.


Na parte do registro referente a água, busque por algum vazamento e se os encaixes estão no lugar correto.


Já o sifão costuma apresentar problemas de vazamento ou acúmulo de água. No caso de móveis planejados, é necessário conferir ainda o nível de umidade.


O vaso sanitário, por sua vez, deve passar por um teste de descarga conferindo se o escoamento de água acontece com rapidez e força. Atrás do vaso, você poderá encontrar vazamentos, se houver.


Já o box deve apresentar um estado de conservação dos metais, sem apresentar oxidação. Por isso, confira as portas esse box e se o seu encaixe está correto. Em alguns casos, uma simples de vedação de silicone pode evitar o vazamento de água.


Elétrica


Por fim, a parte elétrica da casa também passa pela vistoria do imóvel, checando lâmpadas, tomadas, quadro de força, chuveiro, campanha e interfone.


Muitas residências apresentam em chuveiros elétricos, então, uma verificação importante é na caixa de disjuntores.


No que se refere a campainha e interfone, vemos como a comunicação interna é importante. Portanto, veja se o áudio e o som desses dois itens estão de acordo com a normalidade.


O quadro de força seria a caixa de disjuntores, isto é, aqui você confere se existem sinais de manchas de queimado ou curto-circuito. Se houver, contrate um profissional capacitado para checar a parte elétrica.


E as lâmpadas e tomadas devem ser testadas, pois em alguns casos, devido a fiação solta, elas podem apresentar mal contato.


Validade jurídica de uma vistoria de imóveis


Com a assinatura dos envolvidos na vistoria de imóveis, presume-se que todas as informações presentes no documento são verdadeiras. Assim, o laudo de vistoria de imóveis já é um documento válido, desde que esteja anexado no contrato de locação.


Com isso, caso haja alguma divergência entre as informações do laudo e as características do imóvel, essa discussão pode continuar na esfera judicial.


No entanto, na maioria das vezes vemos que essa discussão não é necessária, tendo em vista os esclarecimentos do laudo da vistoria.


Onde encontrar profissionais capacitados para um bom
contrato de locação de imóveis?


Atualmente, vemos como a tecnologia permitiu o avanço de diversos recursos importantes. Um deles seria a busca por profissionais no geral, e, no nosso caso, que sejam capacitados para redigir um contrato de locação.


A Accordous é um exemplo magnífico desse trabalho, visto que na plataforma encontramos consultores disponíveis para sanar todas as suas dúvidas.


Além de ser uma plataforma incrível para a gestão de aluguéis, também apresenta serviços importantíssimos para quem deseja ter um bom contrato de locação.


Não perca tempo e acesse agora mesmo o site da Accordous, conferindo os serviços disponíveis que podem te ajudar em contrato de locação de imóveis.

LEIA MAIS: Como acompanhar de perto a gestão dos seus imóveis

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *