Accordous

Você sabe como funciona o seguro fiança?

5/5

Sumário

Quando estamos diante de um contrato locatício, alguns detalhes costumam passar despercebidos, e um deles é a garantia locatícia. Dentre as opções de garantias locatícias, podemos citar um seguro fiança, mas você sabe como esse seguro funciona? Esse é o nosso tema de hoje. 

Você Sabe Como Funciona o Seguro Fiança? - Gestão de Aluguéis - Accordous

No geral, as imobiliárias buscam comprovar a renda dos interessados no aluguel, a fim de saber a situação financeira. Ademais, é necessário se sentir seguro no que se refere ao pagamento em dia das taxas condominiais. 

No entanto, além da comprovação desses rendimentos, é preciso que esse locatário apresente uma garantia usada nas situações de inadimplência. E, nesse caso, existem diversos exemplos de garantias, sendo uma delas um seguro fiança. 

As pessoas costumam optar por caução ou até mesmo pela presença de um fiador (aquele que se compromete com o pagamento da dívida em aberto). Porém, a modalidade de seguro fiança existe como uma alternativa interessante para essa garantia locatícia. Dessa forma, vamos conferir a seguir do que se trata um seguro fiança e como ele funciona. 

Mas, afinal, qual o conceito de um seguro fiança? 

Antes de adentrar em maiores detalhes sobre um seguro fiança, se torna de suma importância abordar os seus conceitos iniciais. A priori, vemos que essa modalidade se trata de uma garantia que foi contratada para conferir maior segurança à relação de locação. 

Dessa maneira, um seguro fiança pode ser capaz de substituir as outras garantias locatícias mais conhecidas, a exemplo da caução e da fiança. 

Tenha em mente que a vigência deste seguro vai variar com base em cada contato. Assim, um seguro fiança pode durar a locação inteira, porém, é necessário renovar após um período em específico. 

Além disso, cumpre ressaltar ainda que o funcionamento, em termos gerais, do seguro fiança é muito parecido com os outros seguros, como os residenciais ou de veículos. 

O que distingue esse seguro dos outros é que o proprietário da propriedade ficará como o segurado, apesar de a contratação ter sido feita pelo inquilino. Com isso, o proprietário receberá as indenizações da apólice. 

O que é Seguro Fiança - Gestão de Aluguéis - Accordous

Então, essa cobertura do seguro fiança tem uma relação com o determinado valor pago no aluguel, bem como as taxas decorrentes da locação (como IPTU ou condomínio). Isso sem contar com as apólices que costumam ser adicionadas, como contas de luz, água, taxa jurídica e outras. 

Como é o funcionamento da modalidade de seguro fiança? 

Com isso, o valor investido no seguro fiança vai variar com base nas taxas de cada seguradora, além do tipo de cobertura que você escolheu. Com a Accordous, por exemplo, você pode orçar 10 seguros fiança para ter a melhor proposta que cabe no seu bolso. 

Essa é apenas uma forma de gerir melhor os seus móveis, incluindo os profissionais que lidam com essa realidade dia após dia. Dito isso, optar por uma gestão de imóveis é uma excelente forma de administrar melhor os contratos de aluguel. 

Normalmente, o proprietário decide sobre essa cobertura, contando com a apresentação de uma proposta imobiliária, bem como os seus possíveis inquilinos. 

A depender dessa escolha, o valor pode estar entre uma e duas vezes o aluguel pago de forma mensal. Além disso, diversas seguradoras dão a possibilidade de parcelamento do valor pago – que será de acordo com a duração da locação ou 12 meses. 

O uso deste seguro será solicitado por um proprietário se for necessário. Com isso, o seguro fiança funciona assim: o proprietário vai falar com a seguradora assim que identificar qualquer atraso no aluguel. 

Como Funciona a Modalidade de Seguro Fiança - Gestão de Aluguéis - Accordous

Caso essa seja a situação em questão, a companhia tem o direito de indenizar esse valor, fazendo o pagamento que está atrasado, bem como das parcelas que não foram pagas pelo inquilino. 

Se toda essa situação não tiver sido regularizada, uma das ações possíveis é a de despejo. 

Em quais casos o seguro fiança se torna uma recomendação? 

O seguro fiança é uma opção recomendada em diversas situações, a fim de cobrir os mais variados imóveis, como residências e comércios. Porém, em alguns casos não é possível aplicar o seguro fiança, como nos espaços voltados para estacionamento e hotéis. 

Por conta disso, a indicação de um seguro fiança está relacionada à tranquilidade no que se refere ao risco de inadimplência. Além disso, essa é uma excelente indicação para inquilinos também, que se eximem da caução ou fiador. 

Além de contar com uma cobertura básica, o prêmio desta apólice pode ter como foco os eventuais danos do locatário. A depender da seguradora, os benefícios podem ser maiores, como assistências 24 horas, chaveiro ou reparo. 

Vantagens da modalidade de seguro fiança 

Ao falar acerca das vantagens de um seguro fiança, a principal delas é não precisar de fiador. Até porque esse está entre os maiores empecilhos na hora de assinar um contrato. Afinal, pedir para alguém ser o seu fiador pode ser um tanto constrangedor, dependendo do caso. 

Vantagens de Ter Um Seguro Fiança - Gestão de Aluguéis - Accordous

No que se refere a outra garantia, que é a caução, usada em larga escala, pode até ser barato a longo prazo, porém, você deve ter na hora da contratação um valor equivalente a 3 vezes, no geral, do preço do aluguel. 

Com o valor de três meses, o locatário pode ter dificuldade para conseguir essa quantia, e por isso o seguro costuma ser benéfico para o inquilino. Inclusive, o seguro também pode ser parcelado. 

Ao analisar a perspectiva do proprietário desse imóvel, ele também tem muitos benefícios do serviço de seguro fiança. Até porque ele poderá lidar diretamente com a seguradora, resolvendo as questões de forma mais tranquila. 

Por fim, outro ponto positivo é não ter tanta burocracia na hora de resolver o aluguel, o que evita demais empecilhos. 

Desvantagens do seguro fiança 

Assim como qualquer tipo de garantia locatícia, o seguro fiança apresenta diversos benefícios, mas também algumas desvantagens. A primeira delas é logo no momento de contratar uma apólice, pois esse valor não será devolvido no futuro, como ocorre na caução. 

A explicação para isso é que, ao contratar, a seguradora ocupa o local de um fiador, por exemplo, então você não receberá o valor da apólice. 

Um outro ponto de desvantagem é que a seguradora nem sempre aprova a documentação de quem está solicitando, após a análise financeira. Assim como ocorre nas imobiliárias, a empresa responsável pelo seguro fiança vai avaliar a sua renda – e esse é um empecilho para autônomos. 

Isso sempre conta que o seguro pode não cobrir completamente o contrato de aluguel. A seguradora exige a renovação deste seguro em um período específico. Logo, é necessário pagar novamente a apólice para usufruir da cobertura. 

Como ocorre a contratação deste seguro fiança? 

Como Ocorre a Contratação de um Seguro Fiança - Gestão de Aluguéis - Accordous

Se o inquilino e o locador escolherem, em conjunto, o seguro fiança, o primeiro passo será a entrega da documentação requisitada. Esses documentos podem ser: 

– Carteira de identidade; 

– CPF; 

– Comprovante de renda; 

– Cópia da declaração do imposto de renda; e 

– Comprovante de endereço. 

Agora que você já entendeu o que é um seguro fiança, bem como o seu procedimento, vantagens e desvantagens, analise as propostas das seguradoras. Uma opção interessante é solicitar o orçamento de algumas seguradoras com a Accordous

Com o Accordous, você tem o fluxo inteiro da locação na palma da mão, contando com automações inteligentes. Assim, utilize a plataforma para anunciar os seus imóveis, receber propostas, analisar o inquilino e claro ter o orçamento de 10 asseguradoras do seguro fiança. 

Gostou desse conteúdo? Confira nosso blog para mais artigos!

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Quer ficar por dentro do Mercado Imobiliário?