Accordous

Seguro Fiança Residencial e Comercial 

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram

Acesso Rápido

Se você quer saber como funciona o seguro fiança residencial e comercial veio ao local certo. 

Seguro Fiança Residencial e Comercial - Gerenciamento de Contratos Imobiliários - Accordous

Pois nesse artigo vamos mostrar como funcionam essas duas modalidades de seguro fiança e quais as vantagens que elas proporcionam para você e o inquilino. 

Mas antes vamos entender…

O que é seguro fiança? 

O seguro fiança é um tipo de garantia para realizar a locação. 

Juntamente com o fiador e o depósito caução, que são outros tipos de garantia, o seguro fiança garante ao locador que o aluguel será pago. 

Pois a garantia serve para cobrir a inadimplência do locatário. 

No caso do seguro fiança ele deve ser contratado pelo inquilino durante o período de aluguel, podendo ser renovado após o término do contrato. 

Com o seguro fiança além da cobertura de inadimplência, o locatário pode contratar outras coberturas que podem cobrir os gastos do IPTU, condomínio, contas de gás, água e luz. 

Além de manutenção e danos ao imóvel, multa no caso do inquilino deixar o imóvel antes do término do contrato e até mesmo ação de despejo. 

Assim quem fica segurado é o proprietário do imóvel que recebe as indenizações. 

Como funciona o seguro fiança? 

O seguro fiança deve ser contratado pelo locatário em uma seguradora. 

Ele funciona como os outros tipos de seguro em que a pessoa deve entrar em contato com a seguradora, enviar os documentos pedidos e aguardar a aprovação ou não. 

Entre os documentos que são pedidos estão o RG, CPF, holerite ou extrato bancário para comprovar renda, cópia da declaração de imposto de renda e contas de água e luz recentes para comprovar o endereço. 

A seguradora realiza uma análise de crédito do inquilino e avalia se ele não tem o nome sujo e se tem condições de pagar o seguro fiança. 

Pois mesmo que a seguradora pague o aluguel devido, o locatário não se exime da dívida e continua tendo que pagar a seguradora, que pode realizar a cobrança até por meios judiciais, se for necessário. 

Quais as vantagens do seguro fiança? 

Há várias vantagens tanto para o locatário como locador ao contratar o seguro fiança. 

Seguro Fiança Residencial e Comercial? Vantagens do Seguro Fiança - Gerenciamento de Contratos Imobiliários - Accordous

Entre elas estão: 

  • não precisa procurar um fiador, ou seja, uma pessoa que seja responsável pela dívida do aluguel caso o inquilino não pague, o que evita situações constrangedoras; 
  • sem necessidade de realizar o depósito caução, que equivale a três vezes o valor do aluguel e geralmente é um valor que a pessoa pode não dispor no momento; 
  • o inquilino economiza já que o seguro fiança pode ser parcelado e acaba ficando mais em conta; 
  • evita a burocracia do aluguel, agilizando o processo;
  • dá segurança ao proprietário do imóvel de que vai receber a mensalidade do aluguel;
  • oferece coberturas adicionais que podem cobrir outros gastos.

 Quais as desvantagens do seguro fiança? 

No entanto, também há desvantagens na contratação do seguro fiança. 

Vamos conhecê-las: 

  • o valor que o locatário paga na apólice do seguro não é devolvido como acontece no caução;
  • há a possibilidade da seguradora não aprovar os documentos do locatário, o que pode acontecer em caso de nome sujo ou se a pessoa não tem a renda exigida para pagar o seguro; 
  • o seguro nem sempre cobre todo o contrato de locação, pois geralmente é necessário renovar o serviço de tempos em tempos;
  • o inquilino passa a não dever mais ao proprietário, mas fica devedor da seguradora. 

Quais benefícios mais o seguro fiança oferece? 

Além das vantagens que o seguro fiança apresenta há outros benefícios por meio de suas coberturas. 

Entre eles está a assistência 24 horas em que o inquilino pode solicitar reparos de emergência. 

Dessa forma pode chamar a assistência em qualquer dia da semana e horário. 

No entanto, é bom que o locatário entre em contato com a seguradora para verificar as condições e quais serviços terão acesso durante o período do contrato. 

Além disso, outro benefício que o seguro fiança pode oferecer é a facilidade de pagamento, pois é possível pagar o seguro tanto à vista como parcelado, podendo dividir o pagamento em até 12 parcelas. 

A vigência do contrato também pode variar de 12 a 30 meses. 

Qual a diferença entre seguro fiança residencial e comercial? 

Existem dois tipos de seguro fiança, o residencial e o comercial. Vamos conhecer cada um deles e como eles funcionam. 

Seguro fiança residencial

Trata-se do seguro fiança destinado a imóveis residenciais, para pessoas físicas. 

Nesse tipo o inquilino que deve contratá-lo diretamente com a seguradora que fará a análise dos seus documentos para aprová-lo ou não. 

O valor do seguro fiança é o valor da mensalidade do aluguel ou o dobro. 

Mas em algumas empresas o locatário pode parcelar o valor de acordo com o período de duração do contrato de locação ou por 12 meses. 

O contrato geralmente dura pelo período do contrato de aluguel, podendo ser renovado após esse tempo. 

O seguro-fiança residencial mais comum cobre a mensalidade do aluguel mais outros gastos relacionados como água, luz, condomínio e IPTU. 

Mas ele pode contratar coberturas adicionais que cobrem gastos com multa rescisória, danos ao imóvel, manutenção e ação de despejo.  

Seguro Fiança Residencial e Comercial: Seguro Fiança Residencial - Gerenciamento de Contratos Imobiliários - Accordous

Seguro fiança comercial 

Nesse caso o seguro fiança funciona de forma semelhante ao residencial, mas é específico para imóveis comerciais ou pessoas jurídicas que queiram realizar suas atividades como no caso de dentistas, médicos, psicólogos, entre outros profissionais autônomos. 

Esse tipo também funciona como uma garantia que substitui o fiador e o depósito caução. 

Além disso, conta com algumas vantagens como: crédito único para matriz e filiais, além de tornar o processo do aluguel mais rápido. 

Entre as coberturas que o seguro fiança comercial apresenta estão: 

  • pagamento da mensalidade do aluguel; 
  • pagamento de IPTU, gás, água, luz e condomínio; 
  • manutenção e danos ao imóvel; 
  • serviços emergenciais. 

Para quem é indicado o seguro fiança? 

O seguro fiança é indicado para todos os tipos de inquilinos tanto que vão alugar imóveis residenciais como comerciais. 

Geralmente quem está impossibilitado de realizar o depósito caução ou deseja ter uma garantia maior do pagamento da mensalidade do aluguel e encargos em caso de inadimplência. 

Além disso, se a pessoa também não quer buscar um fiador e ter que passar pelo constrangimento de responsabilizá-lo por sua dívida de locação é uma boa opção. 

Porém é importante que o locatário se lembre que mesmo que não esteja mais devendo ao locador ainda deve à seguradora e assim terá que ressarci-la do valor pago. 

Caso o valor não seja pago a seguradora poderá cobrar a dívida judicialmente. 

Quais as condições para fazer o seguro fiança? 

Existem duas principais condições para que o locatário seja aprovado no seguro fiança: ter o nome limpo e condições financeiras para pagar o seguro. 

Pois muitas empresas não aceitam que o inquilino tenha o nome sujo inscrito em uma instituição de proteção ao crédito como Serasa e SPC. 

Se o locatário não possui renda para pagar o aluguel também não é aceito pela seguradora, a menos que sua renda seja de até 3 pessoas que irão residir no mesmo imóvel. 

Pois a empresa exige que o locatário comprove renda de um valor mensal equivalente ao triplo da mensalidade do aluguel. 

O que o seguro fiança não cobre? 

Apesar das coberturas que o seguro fiança oferece há alguns custos que ele não cobre, por isso é bom se inteirar sobre isso. 

Entre eles estão: 

  • locatário com pendências com a justiça;
  • locações para instituições como asilos, creches, sindicatos, clínicas, hospitais e escolas; 
  • alugar para locação de cômodos ou associações religiosas, culturais e recreativas; 
  • imóveis para aluguel por temporada, vagas de estacionamento, espaços publicitário; 
  • caso houver fenômenos da natureza e contaminações nucleares; 
  • se houver atos de guerra, revolução, tumultos e greves. 

Conclusão 

Como você viu o seguro fiança residencial e comercial são dois tipos de seguro fiança que funcionam de forma semelhante, mas que são específicos para inquilinos diferentes. 

Pois enquanto que o seguro fiança residencial é voltado para pessoas físicas que vão residir no imóvel o comercial é para pessoas jurídicas ou profissionais autônomos que vão atender no local como dentistas, médicos, psicólogos, entre outros. 

Para contratar o seguro-fiança o locatário deve procurar uma seguradora e enviar seus documentos para análise. 

Seguro Fiança Residencial e Comercial: Conclusão - Gerenciamento de Contratos Imobiliários - Accordous

Durante a contratação a seguradora analisa principalmente se o inquilino tem o nome limpo e renda equivalente a três mensalidades de aluguel, caso contrário pode reprovar a contratação.

O seguro fiança traz muitos benefícios tanto para o locador como locatário, pois dá uma garantia de que o inquilino vai pagar o aluguel e ao mesmo tempo é uma opção econômica. 

Além disso, as coberturas do seguro fiança cobrem não apenas a mensalidade do aluguel, mas os encargos relacionados a ele como IPTU, condomínio, contas de água, gás e luz. 

O seguro fiança ainda pode até cobrir gastos com multas rescisórias e ações de despejo e ainda oferece cobertura de assistência 24 horas para reparos de emergência. 

Então queira você alugar para pessoa física ou jurídica o seguro fiança é uma boa opção de garantia para que o processo de locação seja ágil e tenha mais segurança.

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.