Accordous

Como viver de Kitnets?

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram

Acesso Rápido

É difícil saber o que fazer com todo o dinheiro que lhe resta depois de pagar suas contas e economizar. Você já pensou em colocar sua poupança em imóveis e vê-la crescer em valor durante um curto período de tempo? 

Investir em um kitnet para fins de locação e colher os benefícios é o assunto deste artigo. 

Então, continue a leitura para saber como viver de kitnets.

O que é uma kitnet? 

Uma kitnet nada mais é do que unidades de um quarto e um banheiro que medem entre 15m² e 40m². Os investidores são atraídos para propriedades com renda por metro quadrado maior do que outros tipos de propriedades na mesma área.

Bem como os edifícios com várias unidades tipicamente têm um único proprietário, de modo que uma unidade vazia pode ser compensada pelos aluguéis das outras unidades, reduzindo assim a volatilidade da renda. 

Além disso, quanto menores forem os custos de condomínio, menores serão os custos à medida que o número de unidades aumentar, permitindo ganhos de eficiência na manutenção.

Os cheques de depósito e o pagamento antecipado do aluguel substituíram em grande parte a necessidade de fiadores no mercado de aluguel atual. 

Tipicamente, os períodos de aluguel são curtos, facilitando aos investidores a realização de ajustes em caso de aumento de preço.

Por que investir em kitnet?

A princípio para muitos investidores, a renda fixa mensal proveniente do aluguel de uma kitnet é um fator importante em sua decisão de fazê-lo. 

Além disso, muitas pessoas dependem da renda do aluguel como sua única fonte de renda, liberando-as para buscar outros interesses durante o dia e permitindo que se tornem financeiramente independentes.

Outra boa razão para investir é ter um fluxo constante de renda na aposentadoria, assim como deixar uma herança para seus filhos, construir patrimônio, possuir uma casa e ter algum dinheiro de sobra para viajar.

Organize a compra do segundo imóvel

Para começar a alugar uma casa, você deve primeiro providenciar a compra de uma segunda propriedade. Como resultado, é essencial ficar de olho em suas finanças pessoais no início.

Você deve ser capaz de descobrir exatamente quanto dinheiro você tem para entrar, quanto dinheiro você gasta em necessidades e quanto dinheiro lhe sobra para gastar em luxos. Quando você puder economizar uma parte do dinheiro que você recebe, será muito mais fácil gastar menos.

Também é importante que você tenha dinheiro para comprar o imóvel. Mas, você sabe, nem todos têm o dinheiro? Depois há o consórcio imobiliário, que é uma ótima opção.

Como resultado, você pode fazer pagamentos mensais para comprar uma casa ou um apartamento com este método. 

Ter a possibilidade de alugar imediatamente o imóvel se você ganhar antes do término do contrato é uma grande vantagem do método de licitação. Como resultado, o consórcio pode usar o dinheiro do aluguel para pagar suas dívidas.

Conheça as leis de locação em sua área

Se você planeja alugar uma casa, você precisa estar familiarizado com as regras do jogo. Você precisa estar ciente de uma série de direitos do locatário e do locador.

No início, a Lei do Inquilinato especifica como os contratos de locação devem ser elaborados. A legislação estabelece que o inquilino deve aderir ao período de aluguel e pagar as despesas adicionais do condomínio, tais como reformas, construção e instalação de equipamentos de segurança.

Apesar disso, os locadores têm direitos legais, tais como o direito de serem pagos até a data de vencimento ou até o sexto dia útil do mês seguinte. O imóvel deve ser devolvido ao proprietário nas mesmas condições em que se encontrava quando o contrato foi rescindido.

Por fim, ao alugar uma casa ou apartamento, é importante estar atento às regras e regulamentos em vigor.

Uma imobiliária pode ser uma boa opção para você

A princípio considere contratar um corretor de imóveis para administrar o imóvel para você. Isso significa que a empresa estará encarregada de supervisionar a operação de seu negócio, incluindo a cobrança do aluguel caso o inquilino não o tenha feito.

Bem como a empresa também está encarregada de fazer publicidade do imóvel, responder a consultas de locatários potenciais e compilar dados sobre esses locatários. 

Para completar, a empresa está encarregada de inspecionar, supervisionar o controle financeiro e prestar assistência tanto aos locadores quanto aos ocupantes.

Mas se você for sozinho, poderá enfrentar riscos relacionados à elaboração de contratos, inadimplência e insegurança devido às visitas de locatários potenciais. 

Para concluir, para ter certeza, estes são problemas com os quais o proprietário de um imóvel terá dificuldade em lidar.

Saiba como calcular a mensalidade do inquilinato

É fundamental saber como calcular o aluguel. Na maioria dos casos, o preço varia entre 0,5% e 1% do valor total de mercado do imóvel.

Um apartamento que custa R$5.000 para alugar pode custar entre R$2.500 e R$5.000 por mês, por exemplo. 

Além da localização, acessibilidade às principais estradas da cidade e aos espaços verdes próximos, bem como ao distrito comercial circundante, há uma série de outros fatores que entram no preço final de um imóvel.

O aluguel de uma propriedade recém-construída, totalmente mobiliada e rica em amenidades é normalmente mais caro. Entretanto, é uma boa ideia dar uma olhada na concorrência. Quanto mais baixo o preço, maior é a probabilidade de ser alugado.

Fique atento a novas propriedades para investir

Para manter as coisas frescas, por que não pensar em grande e continuar comprando imóveis? 

Seu patrimônio e sua renda certamente aumentarão como resultado. Dependendo da situação, pode não ser mais necessário enfrentar o patrão e dar um murro todos os dias. 

Como seria sua vida se este fosse o caso?

Para que seu dinheiro funcione, você precisará administrar seus investimentos e ficar de olho em seus próprios interesses, mesmo que você tenha a assistência de um agente imobiliário para auxiliá-lo nesta empreitada. No entanto, é uma boa opção a ser considerada.

Por este motivo, vale a pena investir em um consórcio imobiliário. Desta forma, a compra pode ser planejada com mais tranquilidade. Além disso, as taxas são muito mais baixas do que as cobradas pelos bancos, o que as torna mais acessíveis.

Além disso, como a carta de crédito é ajustada regularmente, o poder de compra é preservado. Um benefício adicional da licitação é que ela aumenta suas chances de ganhar.

Procure uma plataforma de gerenciamento de locação que automatize o processo

As atividades dos profissionais são claramente melhoradas pela automatização do sistema de gestão de muitas de suas tarefas. O aumento da produtividade significa que os consultores podem lidar com mais contas, com maior qualidade, como resultado disso.

Para as empresas, erros manuais e problemas com documentos perdidos ou danificados podem resultar em uma série de dores de cabeça, incluindo multas e juros. A plataforma digital pode ajudar a aliviar estes problemas, eliminando a necessidade de documentos em papel. O risco da empresa em relação a estas falhas é reduzido através da automação.

O nível de satisfação do cliente também aumenta. Como resultado de sua maior disponibilidade, os consultores podem oferecer aos clientes um serviço mais atencioso e personalizado. 

Como resultado do maior acesso às informações e da automatização das tarefas, eles podem agora encontrar opções de propriedade e apresentar propostas em minutos.

Por fim, obrigado por ler. Espero que o artigo tenha te ajudado. Se tiver alguma dúvida ou sugestão, use a caixa abaixo para deixar seu comentário!

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no telegram
Telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.